Descrição do Projeto

Início » Destinos » Aldeia Boa Vista

Aldeia Boa Vista

Em busca da terra sem males. Foi assim que há centenas de anos indígenas da etnia Guarani Mbyá migraram do sul do Brasil e da América Latina para o litoral do sudeste, em meio à exuberante Mata Atlântica.

Localizada em Ubatuba/SP, a Tekoá Jaexaá Porã – ou, em português, aldeia Boa Vista – foi homologada em 1987 e ganhou seu nome em referência à paisagem incrível que recebe os visitantes. Logo na entrada, é possível avistar a Ilha do Prumirim. Cerca de 40 famílias vivem da comunidade, que integra modernas tecnologias como placas de luz solar e casas de alvenaria junto a casas tradicionais de pau-a-pique. A comunidade conta ainda com um posto de saúde e uma escola, onde as crianças aprendem a preservar a cultura guarani.

O turismo comunitário é uma das principais fontes de renda e tem como destaques a casa de reza, o coral guarani e a casa de artesanato, que expõe peças variadas, desde colares e chocalhos até espadas e arco e flechas. A aldeia conta também com um orquidário com dezenas de espécies e é uma das atrações mais procuradas por quem visita. Para os Guarani, no entanto, atração mesmo é o belo rio que integra a área, onde os mais velhos pescam e as crianças brincam nas estações mais quentes.  

Atividades

Visita à casa de reza e aos espaços comunitários

Artesanato Guarani

Visita ao orquidário

Trilha pelo rio e cachoeira

Cerimônias na Casa de Reza

Apresentação de Xondaro / Coral Guarani

Roda de conversa com o cacique Altino

Almoço tradicional Guarani

Pintura Corporal

Arco e flecha

Principais eventos

Mongarai – Festa do Milho – Janeiro

Conheça nossos roteiros

Preparamos viagens especiais para você conhecer o melhor da Costa Verde. Escolha aquela que mais te inspira e venha com a gente viver uma experiência única pelo Brasil.

Raízes do Brasil

Uma imersão na formação da identidade brasileira. Nessa experiência, vamos conhecer uma aldeia indígena, um quilombo e uma comunidade caiçara na região da Costa Verde e vivenciar a riqueza de nossas culturas pelos olhos e mãos dos povos tradicionais.

VEJA MAIS