Descrição do Projeto

Início »  Próximas Viagens » Pedagogia do Terreiro

Pedagogia do Terreiro

Vivência final de semana: 3 dias, 2 noites

 

Uma imersão no candomblé bantu

Três dias para fazer um verdadeiro mergulho num terreiro de Candomblé Bantu-Indígena. A proposta é fazer uma imersão, vivendo de fato como é o dia a dia no terreiro, entendendo sua pedagogia baseada na oralidade e no fazer coletivo. Entenda como a religião é fonte de bens culturais, língua, procedimentos, alimentos, músicas e variados elementos de rememoração e de afirmação da nossa história afro brasileira.

O Candomblé Bantu chegou com os primeiros povos africanos a aportar no Brasil, é originário da região que vai do Congo à Angola, e tem como elemento central o culto aos minkisis, divindades da mitologia bantu.  

O Terreiro do Caxuté

O Terreiro Caxuté é um território de identidade bantu no Brasil. Está localizado no município de Valença, na região da Costa do Dendê, Sul da Bahia. No território, há um povo campesino negro, que vive da agricultura ou de pequenos serviços urbanos. São oriundos de comunidades tradicionais, como a de pescadores, marisqueiros e extrativistas de dendê, de onde tiram seu sustento. 

Caxuté tem como liderança principal Maria Balbina dos Santos, a Mameto Kafurengá, fundadora da primeira escola de religião e cultura de matriz africana do Baixo Sul da Bahia e membro fundadora da Associação Religiosa e Cultural Terreiro Caxuté.

A Pedagogia do Terreiro

E nesse cenário é que se constitui a Pedagogia do Terreiro, onde os filhos e filhas da casa aprendem através da oralidade e do fazer coletivo. O espaço sagrado tem seu valor reconhecido por sua memória biocultural, necessária para a vida material e espiritual. Sem muros, o terreiro tem diferentes atividades cotidianas, que vão desde o preparo de alimentos, o contar de histórias e mitos, o feitio de vestimentas, dentre outros fazeres para cada tipo de ritual, que geram troca de aprendizados, construção de identidades e acordos necessários à vida coletiva.

Principais atividades

  • Palestra sobre Pedagogia do Terreiro

  • Visita ao Museu da Costa do Dendê de Cultura Afro-Indígena

  • Roda de Conversa com Mameto Kafurengá

  • Participação nos ritos do Candomblé

  • Participação no samba de caboclo

  • Refeições tradicionais de terreiro

Cronograma

A vivência se inicia no período da tarde, com um acolhimento para receber as pessoas que chegam, apresentar o espaço e depois, visitar o Museu da Costa do Dendê de Cultura Afro-Indígena. No encontro, as lideranças do terreiro também farão uma apresentação sobre o que é a Pedagogia do Terreiro. 

Como não poderia faltar, na sexta-feira ainda haverá a mesa de Lembá, seguida do jantar e uma gira de saberes sobre o pai de todos os minkisis.

No sábado, o dia se inicia como todos no terreiro; a maionga é um banho de folhas maceradas em água doce, para purificação espiritual. Depois, é hora de tomar o café da manhã e, na sequência, ouvir Mameto falar sobre a pedagogia do terreiro.  Após o almoço, é hora de cair no samba de caboclo, tradição que atravessa muitas gerações e é feita para agradar o povo das matas, uma vez que o território também tem fortes tradições indígenas.  

Depois, todos se reúnem para jantar e em seguida, o Cine Caxuté exibe A Cidade das Mulheres, documentário que pontua a vida digna e verdadeira das mulheres de terreiros baianos, inspirado no livro homônimo de Ruth Landes.  

Domingo é dia de Kitembo, minkisi do tempo cronológico e mitológico, relacionado ao orixá Iroko e aos deuses desses domínios como Kairós, Cronos, Saturno. Esse dia é todo dedicado a essa divindade. O dia também começa com maionga e, após o café da manhã, haverá uma conversa sobre o Tempo embaixo da Gameleira. Essa árvore sagrada traz reflexões sobre o sentido da vida e, segundo a Fundação Cultural Palmares, foi trazida pelos africanos, que ensinaram que ela existe desde os princípios dos tempos e a tudo assistiu, a tudo resistiu e a tudo resistirá.  

Depois do almoço, haverá um tempo livre para descanso e depois, o momento de despedida do terreiro.

Investimento

Vivência 3 dias, 2 noites: R$650,00 (por pessoa)

Formas de pagamento:

  • à vista (5% de desconto)
  • boleto ou transferência bancária (em até 3x)
  • cartão de crédito em 1x
  • cartão de crédito parcelado em até 12x (com juros)

 

O QUE INCLUI

  • todas as atividades e vivências na comunidade
  • Hospedagem em quartos simples duplos
  • Café da manhã, almoço e jantar durante os dias da vivência
  • receptivo Samaúma
  • seguro viagem

O QUE NÃO INCLUI

  • Transporte até Caxuté
  • Lanches, bebidas e outros consumos pessoais não listados

O QUE LEVAR

  • Lanches rápidos 
  • Filtro solar
  • Roupas leves e confortáveis
  • Repelente
  • Roupa de banho
  • Bota ou sandália de trilha
  • Câmera fotográfica

TRANSPORTE

Oferecemos a opção de transporte executivo em van a partir das cidades de Salvador e Ilhéus. Entre em contato para consultar condições e valores.

As vagas são limitadas, então faça logo sua inscrição! Aguardamos você para mais uma vivência inspiradora.

Entre em contato

 Estamos à disposição para tirar dúvidas, oferecer maiores informações e ajudá-lo no planejamento de sua viagem!